Neste artigo vamos contar para vocês um pouco sobre o visto EB-5, um visto que a propósito gera uma série de polêmicas, dúvidas e questionamentos principalmente com relação às novas mudanças que estão chegando.

O EB-5 foi para 1 milhão trezentos e cinquenta mil dólares de valor mínimo investido, porém existem dois tipos desse  visto de investidor que são o passivo e o ativo. No EB-5 passivo também conhecido como indireto você investe em um fundo. Já no ativo você faz um investimento direto no seu próprio negócio. Entenda melhor à seguir.

Visto EB-5: Qual o valor atual?

A primeira dúvida que muitas pessoas tem é com relação ao valor investido atualmente. Até alguns meses atrás o valor investido no EB-5 passivo era de 500 mil dólares, mas é importante saber que esse valor não se restringia a 500 mil dólares pois o mesmo era somado à 10% de taxa de administração.
Então muitas pessoas acabaram se surpreendendo por acreditar que o valor defendido por lei e vigente no contrato seria o único gasto, quando na verdade o processo envolve várias vertentes que precisam ser levadas em consideração. A primeira delas é que a partir do dia 21 de Novembro deste ano de 2019 o valor do investimento subiu para 1 milhão trezentos e cinquenta mil dólares, desse modo, com o fundo pré aprovado pelo governo americano mediante a comprovação de geração de emprego e desenvolvimento regional juntamente com todos os critérios exigidos pelo governo para a concessão do Green Card, é que se faz jus a aprovação do mesmo tanto para você como para esposa e filhos menores de 21 anos solteiros e não emancipados. Vale lembrar que os filhos devem estar legalmente registrados.

É importante escolher um centro regional?

Outro fator importante é escolher um centro regional. Se você pesquisar na internet existem dezenas de problemas com centros regionais pequenos que dependem do capital do EB-5 para conclusão da obra, isso significa que o dinheiro do investidor é fundamental na conclusão do projeto.

Se eles não conseguem vender todas as cotas do EB-5 que foram prometidas consequentemente a obra não será finalizada e não haverá Green Card para ninguém, além de não haver geração de empregos nem tão pouco o desenvolvimento regional, ou seja, quem colocou o dinheiro nesse centro regional perdeu toda e qualquer possibilidade de conseguir o seu Green Card, isso quer dizer que a pessoa também perdeu a possibilidade de receber o seu dinheiro de volta diante da não conclusão da obra.

Sendo assim é vital se orientar nesse sentido e escolher centros regionais com tradição, experiências de vários outros EB-5 já aprovados e vários investimentos que já tiveram retorno do capital por meio de pessoas que possuem habilidades para concluir aquele tipo de projeto.

Também é interessante observar quais as estruturas que esse centro regional está concedendo à você. Por exemplo: Imagine que você vá trabalhar em um centro regional que constrói apartamentos, é ideal olhar se tais imóveis irão gerar os empregos necessários (no mínimo 10 por cada cota), então se o empreendimento tem uma previsão de 20 cotas de EB-5 o mesmo precisa gerar necessariamente 200 empregos. Lembre-se, existem diversas análises que devem ser feitas antes de colocar o seu dinheiro em um determinado fundo.

Recapitulando. Já falamos do valor exato do investimento e dos 10% da taxa de administração do fundo, porém, fora isso ainda existem taxas de:

  • Montagem de processo

  • Protocolo

  • Imigração

  • Traduções

  • Certificados

Além da análise de onde veio o capital, se você tem o dinheiro de forma lícita e como conseguiu aplicar aquele valor, se foi através da venda de um imóvel ou se pagou um imposto sobre aquele dinheiro por exemplo. Ou seja, todos esses fatores precisam ser comprovados e planilhados para que o seu visto tenha sucesso.

Conclusão: Aplicar no EB-5 vale a pena?

Mas afinal, o EB-5 é um visto caro? Será que vale a pena? Bom, se fizermos um cálculo rápido é possível comprovar que esse visto realmente vale a pena se comparado à outros como o L1 (visto para abertura de empresa) por exemplo, onde você provavelmente vai gastar no mínimo 150 mil dólares para a aplicação e abertura da sua empresa, mais o salário dos funcionários por doze meses juntamente com os impostos e o seu próprio salário também por doze meses, e tudo isso no período de cinco anos, ou seja, se você multiplicar esse valor por 5 certamente ficará surpreso.

Também vale lembrar que esses gastos não voltarão para o seu bolso a menos que o seu negócio seja próspero e você tenha lucro. Em contrapartida, após cinco anos o dinheiro do EB-5 volta para o investidor que fez o empreendimento, porém, essa não é uma garantia do centro regional por isso é preciso ter em mente que o centro regional por dispositivo da própria imigração não permite qualquer tipo de garantia. Mas alguns fazem toda a blindagem para que o investidor se sinta mais seguro e obviamente tenha o seu dinheiro de volta ao longo dos seus cinco anos e são nesses que você deve aplicar!